fbpx

Dicas para alunos que não conseguiram alcançar médias na escola

///Dicas para alunos que não conseguiram alcançar médias na escola

Dicas para alunos que não conseguiram alcançar médias na escola

Na Educação Criativa, motivamos o estudante a estabelecer metas e desafios para obter resultados satisfatórios ao longo do ano letivo. Contudo, ao término do ano, de posse dos resultados, deparamo-nos frente à duas realidades: um grupo de alunos aprovados e uma quantidade expressiva daqueles que precisarão de um pouco mais de tempo para avançar, pois apresentaram desempenho abaixo das médias previstas. É aí que damos início à chamada Recuperação Anual.

Diante dos dados, o aluno deve contar com o suporte da Escola e da Família para fazer desse momento, uma experiência de crescimento pessoal e acadêmico.  Uma dica muito importante, é que o estudante tenha em mente e no coração o desejo de vencer e o anseio por se superar. Um outro ponto importante, é desmistificar que Recuperação guarda relação com derrota ou insucesso. Longe disso, a Recuperação é um processo pensado, planejado e organizado para que o aluno tenha um tempo a mais de rever pontos que não foram vencidos e que de certa forma, foram impedimentos em relação à chamada aprovação direta.

É equivocado pensar que durante esse período ter-se-á tempo para rever tudo que foi trabalhado ao longo do ano, pois o processo é rápido, é um momento breve, porém eficaz. Portanto, o professor deve selecionar com muito critério os assuntos/ conteúdos mais relevantes, que de fato são pré-requisitos para que sejam muito bem trabalhados, permitindo a fixação e o avanço para a próxima série. Salientamos que um bom processo de Recuperação conta com aulas, com plantões para tirar dúvidas, com a oferta de trabalho e atividades revisionais e com uma avaliação.

Uma ação importante, é estabelecer uma rotina de estudos. Palavra essa que deve fazer parte do dia a dia do estudante. Rotina é saúde, é vida e traz sucesso ao se transformar em hábito. Então, passar o dia ocioso não é uma boa prática. Estabelecer um horário de pelo menos duas horas líquidas de estudos diário, um tempo para exercitar, para refazer atividades, para ler, para refazer um esquema, para assistir um vídeo aula, são atitudes positivas que comporão essa rotina.

Os pais são fundamentais nesse momento, uma vez que são parceiros da Escola. Orientamos que palavras de encorajamento, de estímulo e de motivação sejam expressadas ao filho, despertando a autoconfiança, para que o estudante acredite que o sucesso é possível.

Acreditamos que uma vez vivenciado todo o processo, o aluno extrairá dele um grande aprendizado. Agora é o momento de reunir com a Escola e com a Família para uma reflexão em relação aos fatores que o levaram à Recuperação: foi de fato dificuldade, houve dedicação necessária, houve falta de comprometimento, de metas e de foco nos objetivos? Compreendendo os pontos fracos, é possível trabalhar para os bloqueá-los, refazendo metas, a fim de que o próximo ano seja exitoso.

By | 2018-12-12T08:00:58+00:00 30, novembro / 2018|Notícias|