Aviso

Fechar

O sistema está temporariamente indisponivel.

Seus dados:
Dados de seu amigo:

Direitos e Deveres

Deveres e direitos na Educação Criativa

Compreendendo que a convivência e o respeito mútuo exigem de todos reflexão, compromisso e conhecimento, é que você tem acesso aos DEVERES E DIREITOS NA EDUCAÇÃO CRIATIVA. Acreditamos que o trabalho, o estudo e a cooperação no espaço escolar farão de todos seres humanos melhores!

O objetivo desse material é permitir o amplo conhecimento sobre as regras estabelecidas pela Escola. As informações sobre os Deveres e Direitos foram retiradas do Regimento Escolar. A Escola é o espaço mais genuíno da educação. Responsabilizarmos uns pelos outros deve ser o princípio fundamental e a aprendizagem permanente!

Princípios e Valores

A identidade da Educação Criativa está alicerçada em PRINCÍPIOS e em VALORES que são as proposições lógicas fundamentais  sobre as quais  se apoiam  os diversos  trabalhos  pedagógicos.

Os  valores da Escola revelam o compromisso com:  Aprendizagem Permanente, Família, Ética, Pátria e Deus. Os princípios e valores geram as normas do Regimento Escolar.

As normas  deverão ser observadas e cumpridas  para que  se potencialize  a formação  intelectual, afetiva, moral e espiritual da vida de cada aprendiz e para que haja uma convivência harmoniosa para todos os que fazem parte desta comunidade.

Direitos do Aluno

I. Ser tratado com urbanidade e respeito por todo o pessoal do Estabelecimento.
II. Merecer intervenção educacional de acordo com suas necessidades, por meio de todos os serviços instituídos neste Regimento, observadas as estruturas, o contrato de matrícula e os recursos da Instituição.
III. Recorrer às autoridades escolares sempre que necessitar ou quando julgar prejudicado em seus direitos de aprender e de esclarecer dúvidas sobre os conteúdos ministrados em sala de aula.
IV. Utilizar os livros da Biblioteca Escolar, nos termos regulamentados no Regimento e nas normas próprias.
V. Tomar conhecimento do seu rendimento e de sua frequência escolar, por meio dos Relatórios Quantitativos de Desenvolvimento Processual.
VI. Agendar horário para atendimento individual  no setor  de  Coordenação Pedagógica para  expressar sua crítica, alternativa, sugestão, solicitação ou descrição de determinado fato.
VII. Usufruir de todos os benefícios de caráter educativo, social e recreativo proporcionados pelo Estabelecimento, obedecidos os requisitos previamente determinados.
VIII. Conhecer os projetos educativos interdisciplinares e as regras de convivência disponíveis no site da Escola.
IX. Consultar, periodicamente no site da Escola, os critérios de avaliação e as normas de promoção necessárias para o bom desempenho do estudante.
X. Ser tratado com privacidade, mantendo reservados os seus dados relativos a endereço, a telefone, a senha de matrícula, a resultados de desempenho qualitativo e quantitativo.
XI. No caso de mal-estar, solicitar a presença da família no horário escolar para a ministração de medicamento, para providenciar atendimento adequado ou para outras medidas urgentes relacionadas à sua saúde.

Deveres do Aluno

I. Frequentar aulas, seminários,  oficinas,  assembleias,  comemorações cívicas e demais  programações escolares com assiduidade, pontualidade,  concentração,  atenção e  comportamentos favoráveis à  aprendizagem e à pesquisa.
II. Assistir às aulas somente na série, turma  e turno definidos no ato da matrícula  ou pela  equipe de coordenação da Escola.
III. Permanecer em sala enquanto ocorrer troca de professores e manter  a disciplina  nos corredores quando for necessário transitar para outro espaço educativo.
IV. Executar as atividades de sala, as tarefas de casa, os exercícios de revisões dos conteúdos nos prazos definidos pelos professores.
V. Apresentar solicitação escrita e assinada pelo pai ou responsável para fins de saídas antecipadas do estabelecimento.
VI. Em caso de problemas particulares ou de mal-estar, comunicar à líder de convivência ou usar o telefone da secretaria para falar com os pais e, se necessário, solicitar entrega do remédio com a cópia da receita médica ou outro documento  contendo o nome, a série e a turma do aluno para a ministração de qualquer medicação na Escola.
VII. Comunicar à Coordenação ou à secretaria caso necessite de afastamento temporário por motivo de tratamentos ou doença  infecto-contagiosa  e retornar logo após a liberação médica.
VIII. Usar diariamente, independente da atividade escolar, o uniforme padrão sem descaracterizá-lo, camisa com comprimento abaixo do cós da calça, calça ou bermuda  jeans azul escuro, calçado preso no pé e sem salto.
IX. Usar a bermuda e o tênis  padronizado como uniforme  para as aulas de Educação Física.
X. Usar o jaleco na aula prática de laboratório.
XI. Portar e usar apenas o material escolar solicitado para cada horário e espaço educativo.
XII. Portar diariamente o cartão de identificação escolar para efetuar o registro de frequência  na entrada da Escola, controlar o lançamento no link “Família on-line” e, se necessário, solicitar  ao  setor da informática a regularização do seu acesso digital à Escola e aos demais espaços educativos.
XIII. Zelar pela conservação de pinturas, paredes, portas, janelas, mobílias e equipamentos da sala de aula, das áreas verdes, das varandas, dos prédios e de todas as instalações físicas, bem como dos extintores de incêndio, dos materiais escolares de uso coletivo e dos pertences de colegas ou de professores.
XIV. Indenizar os prejuízos quando produzir dano material ao Estabelecimento ou dano material e/ou pessoal a qualquer membro da comunidade.
XV. Contribuir, no que lhe couber, para a integridade da imagem e o prestígio da Escola Educação Criativa nas diversas mídias, preservando e respeitando o nome, a marca do Estabelecimento, a equipe técnica, o corpo de alunos e o Projeto Político Pedagógico.
XVI.    Abster-se de atos que expressem violência verbal, física, moral e emocional, que perturbem a ordem, ofendam os bons costumes ou importem em desrespeito às leis, aos diretores, coordenadores, professores, funcionários, alunos ou visitantes do Estabelecimento de Ensino.
XVII.    Atender as orientações e a aprovação da Direção concernente à comemoração de Formatura, aniversários, despedidas, discursos, homenagens e demais festividades promovidas pelo ou no Estabelecimento.
XVIII.    Obedecer às normas do  Regimento e às regras dos eventos  específicos divulgadas  no site da Escola ou em publicação especial.
Parágrafo Único. A negligência ou a desobediência a esses deveres serão consideradas faltas leves, médias ou graves e serão tratadas e penalizadas como atos de indisciplina.

Vedado ao Aluno

I. Entrar na Escola sem o uniforme ou descaracterizar a padronização coerente com os princípios e valores da Escola, por exemplo: fazer o uso de salto alto, chinelo, sandália larga ou solta no pé, blusa ou short excessivamente curtos,alterar  a manga, a gola ou a peça do uniforme, tonalizar cabelos em tons vibrantes, fazer corte ou penteado  exótico, usar  maquiagens pesadas e adereços como piercings, alargadores, braceletes, botas, boinas, bonés, correntes, colares ou brincos.
II. Frequentar aula sem os materiais solicitados, sem as tarefas de casa ou sem as revisões de conteúdos devidamente resolvidas e, em caso de dúvidas, devidamente organizadas.
III. Chegar atrasado para o primeiro horário de aula, por mais de três vezes, sem justificar na coordenação pedagógica ou permanecer,  por mais de três vezes, após o término da aula, sem atividade  de estudo ou sem autorização da secretaria da Escola.
IV. Namorar, praticar carícias ou gestos de intimidade nas dependências da Escola ou nas imediações, assim como, convocar, convidar ou agendar  encontros com outras pessoas em horários de entrada, de permanência e de saída de alunos.
V. Impedir a entrada dos colegas no Estabelecimento ou concitá-los à ausência coletiva.
VI. Pegar, utilizar ou guardar , sem autorização,  qualquer  livro, material pedagógico, recurso escolar ou bens de propriedade de colegas, de profissionais e da Escola.
VII. Fazer uso indevido do nome ou da marca da Educação Criativa  para vender convites, promover jogos, campanhas,  rifas, viagens, shows, festas e eventos que não condizem com a proposta pedagógica da Escola.
VIII. Usar ou portar objetos estranhos ao material didático tais como livros, gravuras, jornais e  impressos  discriminatórios  ou contraditórios ao conjunto de princípios e valores da Escola, medicamentos, produtos alimentícios, substâncias químicas, líquido corretivo, tinta, estilete, explosivos, brinquedos, cosméticos,  artigos esportivos, jogos de sorte/azar, baralhos, joias, quantia elevada em moeda corrente (ou em outra moeda), bens de valor econômico e afetivo, IPOD, filmadoras, câmera fotográfica, telefone celular, smartphone, fones de ouvido,  Mp3 player, PSP, games, netbook, tablet ou outros equipamentos nas dependências da Escola, exceto se previamente autorizado por escrito pela coordenação.
IX. Portar, fumar, ingerir, fazer uso de cigarro, bebidas alcoólicas ou quaisquer substâncias entorpecentes e ainda utilizar objetos que comprometam a segurança pessoal e coletiva nas dependências ou em outras atividades externas promovidas pela Escola.
X. Promover qualquer atividade de comércio, de obtenção, de troca, de venda de salgados, doces, guloseimas,  animais, equipamentos, brinquedos, cosméticos, roupas, joias ou outros produtos para angariar recurso pessoal ou para outra finalidade, exceto em casos de projetos pedagógicos autorizados pela Coordenação.
XI. Portar ou alimentar-se de produtos de alto teor de calorias, gordura, açúcar, sal, tais como balas, chicletes, refrigerantes, frituras, chips, chocolates, proibidos em lei estadual nº15072/04, bem como organizar lanches coletivos, encomendar lanches de fornecedores externos, ausentar-se para lanchar fora da Escola ou portar equipamentos para preparar, assar, grelhar e liquidificar alimentos.
XII. Ausentar-se da sala para ir à cantina, à biblioteca, à secretaria, aos espaços educativos ou para usar telefone público e celular sem autorização do  professor.
XIII. Gravar aulas ou atividades pedagógicas sem autorização prévia da Coordenação Pedagógico-Administrativa.
XIV. Praticar atos atentatórios à segurança dos alunos, gerar prejuízo ao movimento de entrada, de permanência e de saída de estudantes ou causar violência e constrangimento incompatíveis às práticas de respeito e de cortesia ao próximo tais como trotes comemorativos, arremesso de produtos alimentícios, de tintas, de líquidos, brincadeiras jocosas, insultos, mensagens, desfiles, passeatas, panfletagem, coletas de donativos, arrecadação de dinheiro, abordagem a pessoas em trânsito ou em paradas de semáforo.
XV. Alterar os processos avaliativos, colar, dar cola, fraudar, tentar burlar, falsificar respostas, correções, gabaritos, notas, assinaturas, danificar  documento da vida escolar, portar material não solicitado para provas, expressar-se com som, palavra, gesto ou comportamento que cause prejuízo ao rigor do procedimento metodológico adotado para avaliação.
XVI. Mentir, omitir, deturpar, manipular informações para benefício próprio, manifestar comportamentos vitimizadores diante das situações que exigem responsabilidade e autonomia.
XVII. Usar apelidos, indelicadezas que ferem a integridade, a autoestima ou causem angústia e constrangimento, bem como brigar, bater, ameaçar, xingar, cometer atos impulsivos,  agressivos,  provocadores, caluniar, difamar, usar de injúria ou anonimato para telefonemas, mensagens de intrigas, fofocas, exclusão, exposição de colegas de forma vexatória ou praticar, divulgar e estimular o  bullying.
XVIII. Praticar cyberbullying ou usar das tecnologias para prejudicar, ferir, agredir, expor negativamente, invadir a privacidade com a publicação de  qualquer imagem com montagem, alterada ou não,  dos  objetos, dos equipamentos, sala de aula,  espaços  educativos, quadras,  professores,  funcionários e  alunos em páginas impressas,   em sites, floggers, blogs, chats, newsgroups, redes de serviços, internet ou em material impresso para compartilhar, colar e circular entre colegas.
XIX. Zombar, gesticular, ridicularizar ou banalizar a imagem de profissional, colegas e familiares com discriminação de raça, credo, gênero, classe social ou desrespeitar as diferenças individuais e as necessidades especiais.
XX. Praticar atos de vandalismo e atitudes como gritar, lançar objetos, depredar, pichar paredes, danificar bens, escrever palavras, desenhos ou sinais gráficos em espelhos, quadros, vasos sanitários, mesas e cadeiras ou em qualquer outro patrimônio da Escola ou de colegas.
XXI. Praticar atos infracionais definidos pela legislação vigente.

A Escola acredita que você é capaz de  aprimorar as relações  e exercitar os DEVERES E DIREITOS NA EDUCAÇÃO CRIATIVA!

As normas apresentadas com clareza são balizadoras dos limites e das responsabilidades dos estudantes. Cada membro da comunidade estudantil precisa aprender a agir e a responder como autor de seus próprios atos para estabelecer alianças virtuosas entre colegas, educadores e familiares.

Identifique-se e  coopere  com o bem comum.

Escola Educação Criativa

 

 

 

Carta aos Pais

Solenidade de Encerramento do Ensino Médio 2014Veja Mais